• Raphael Moraes de Almeida, diretor comercial da MVC e sócio da CASE

A motivação é característica muito importante nos tempos em que vivemos, mas em um ambiente de vendas de alto impacto, cada vez mais competitivo e voraz, ela se torna totalmente indispensável. Parafraseando Zig Zilar, “as pessoas costumam dizer que a motivação não dura para sempre. Bem, nem o efeito do banho, por isso recomenda se diariamente”. Acredito fielmente que as empresas que nisso se baseiam devem ativamente colaborar e estimular esse atributo em seus parceiros.

Já trabalhei em empresas que simplesmente desencorajavam a motivação de suas próprias equipes, até mesmo subliminarmente impedindo seus colaboradores de expor suas conquistas, sob pena de serem punidos se o fizerem. Essas empresas conseguem, muitas vezes, um “apoio” baseado no medo, e não na espontaneidade, que ao meu ver, é o que manterá a empresa viva e competitiva com o passar dos anos.

O mercado muda muito e o principal ativo de uma empresa é a sua equipe, o sucesso se baseia em gostar de pessoas, o capital humano é o que realmente vale a pena se orgulhar. O que motiva um excelente colaborador é, muitas vezes, a percepção que sua empresa, através de seus principais líderes, estimula e participa de suas conquistas pessoais, sejam elas materiais ou afetivas.

Hoje, a possibilidade de realização de sonhos é a grande motivação de muitos profissionais na indústria de vendas de alto impacto no mundo inteiro. O amor precisa vencer o medo. O medo não motiva coisas extraordinárias. O amor sim! Precisamos ser “Case” de coisas fantásticas, onde o colaborador tenha verdadeira e espontânea admiração pela empresa, que por sua vez se orgulha, estimula e participa das conquistas de seus colaboradores. Isso faz diferença! E assim poderemos ter equipes sempre motivadas, felizes, com ótima performance em vendas e verdadeiro orgulho em pertencer. Pelo amor, jamais pelo medo. Dessa forma, o ciclo da motivação se perpetua e, consequentemente, seus fantásticos resultados também.

  • Atualmente diretor comercial da MVC e sócio da CASE, Raphael Moraes de Almeida possui 12 anos de experiência no mercado de propriedade compartilhada, com passagens por grandes empresas. Graduado em Comunicação Social – Jornalismo, iniciou a carreira no Rede Pestana; depois foi para a gigante mexicana Royal Hotels & Resort, alcançando o cargo de diretor regional de vendas; em seguida, atuou no Grupo Prive e ajudou na implementação da WAM Brasil, ocupando o cargo de gestor nacional de vendas, para depois integrar o quadro acionista de um dos braços comerciais do grupo, a UniWAM.