Com investimento de R$ 250 milhões, o Surfland Brasil, em Garopaba/SC, será o primeiro resort do Brasil com uma super piscina de ondas


A capital do surfe catarinense, Garopaba, ganha um incremento ao turismo, economia e geração de empregos com o lançamento do complexo turístico de multipropriedade Surfland Brasil. Desenvolvido por um grupo de investidores, entre eles, André Giesta, sócio da Giesta Empreendimentos Imobiliários, o grande destaque do projeto é a tematização ‘’Praia e Surf’’ e a primeira piscina de ondas do Brasil com a tecnologia da empresa Wavegarden Cove, com sede na Espanha.

Com investimento de R$ 250 milhões, a comercialização do Surfland se inicia neste mês de maio e as obras começarão em até quatro meses, com previsão de entregar o complexo em 2023. A obra irá gerar, em média, 200 empregos por mês. No pico, serão 1,5 mil trabalhadores no parque. Já na operação, estima-se entre 200 e 240 postos de trabalho.

O Surfland terá 464 mil metros quadrados, sendo que 300 mil são de área preservada. O complexo contará com três restaurantes, pista de skate, pista de corrida, academia, área kids, espaço de yoga e meditação, bosque para caminhadas, quadra de tênis, campo de futebol, piscinas indoor e outdoor, entre outras atrações.  Mas a piscina de ondas é o grande atrativo. Com 25 mil metros quadrados, a estrutura terá capacidade para 900 ondas por hora alcançando até 1,90 metro.

Com comercialização e uso no sistema de turismo compartilhado, o condomínio do Surfland terá sete prédios com dois pavimentos cada, com apartamentos de 45 m² e 85 m², com preços a partir de R$ 85 mil.

Para a divulgação do projeto, o Surfland conta com um time de atletas de peso: o surfista Gabriel Medina, o skatista Pedro Barros, o ex-judoca, medalhista olímpico, apresentador de televisão e também surfista, Flávio Canto, entre outros surfistas.

 

Please follow and like us: